Fórum Água Jovem 2018 em Castro Marim | Águas do Algarve

Fórum Água Jovem 2018 em Castro Marim

A Agência Portuguesa do Ambiente, IP – ARH do Algarve, em parceria com as empresas Águas do Algarve SA e Mundo Aquático SA (Zoomarine) e o apoio do Instituto de Conservação da Natureza e Florestas - DCNF Algarve, do Grupo Hubel e da empresa Dive Spot promoveu no Dia Mundial da Água, dia 22 de março, na Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António (RSCMVRSA), a oitava edição do Fórum Água Jovem 2018 dirigido aos jovens do Algarve que participaram no Concurso Água Jovem e frequentam o 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico e o ensino secundário.

Pretendeu-se com esta iniciativa, contribuir para a sensibilização e a reflexão crítica dos jovens no Algarve quanto ao seu papel na preservação dos recursos naturais e do património água, essencial à vida.

Mais de 200 jovens de estabelecimentos de ensino de Olhão, Faro (incluindo da Ilha da Culatra), S. B. de Alportel e Vila do Bispo participaram nesta festa com diferentes atividades organizadas pela APA-ARH Algarve e pelos vários parceiros. 

Os participantes puderam, durante este dia, fazer uma viagem pela nossa Casa Comum com algumas paragens:

Descobriram o Baixo Guadiana com a Associação Odiana, que participou nesta ação de sensibilização ambiental através do projeto VALAGUA, aprovado no âmbito da Primeira Convocatória do Programa Interreg V-A Espanha- Portugal 2014-2020, cofinanciado pelo FEDER.

A partir de vídeos dos alunos da Escola de S. Vicente, que foram premiados no referido concurso, e com a ajuda do arqueólogo Ricardo Soares da CM de Vila do Bispo puderam perceber de que modo a água é também património cultural.

Tendo por base o projeto Voluntariado Ambiental para a Água promovido pela APA – ARH Algarve um dos nossos parceiros, a Associação Lilaz, ajudou a perceberem o que é ser voluntário.
O Centro Europe Direct do Algarve na sua missão de informação associou-se a esta iniciativa para difundir a mensagem das prioridades políticas da Comissão que pretendem contribuir para a execução da Agenda 2030 da ONU para o Desenvolvimento Sustentável, animando uma das estações do percurso com um jogo desenvolvido pela Science4EU.

O Centro de Ciência Viva de Tavira com a sua equipa ajudou a observarem as várias espécies de aves presentes na RSCMVRSA e a aprenderem mais sobre a produção e os tipos de sal. A equipa da RSCMVRSA deu a conhecer a flora e avifauna deste espaço protegido e ajudou a perceberem de que modo se pode semear e plantar a água.

A APA-ARH Algarve dialogou com alguns dos alunos sobre a importância do Rio Guadiana e a UALG – CCMAR mostrou a importância dos serviços que este ecossistema nos presta e explicou o que é o carbono azul.

Durante o Fórum esteve patente ao público, no edifício da Reserva Natural, uma exposição com os trabalhos realizados no âmbito do concurso Água Jovem 2018 sobre os temas “A Água no Património Cultural do Algarve” e “Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de Santo António”.