Dia do mar - 16 de Novembro | Águas do Algarve

Dia do mar - 16 de Novembro

O Dia do Mar, visa destacar a importância deste não apenas para a economia e para o desenvolvimento, como também para a sustentabilidade das espécies e dos ecossistemas marinhos. Com origem na "Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar", entrou em vigor a 16 de novembro de 1994, tendo Portugal ratificado o documento em 1997, com o estabelecimento, entre outros, dos limites marítimos inerentes à Zona Económica Exclusiva e à Plataforma Continental.

 

A cada vez que respiramos, deveríamos agradecer aos Oceanos.  O processo acontece através da fotossíntese produzida pelo acumular de fitoplâncton e de algas minúsculas que dificilmente conseguimos ver. Todos os anos, através das algas, são captadas para o fundo dos mares cerca de 50 bilhões de toneladas de dióxido de carbono (em parte produzidos pelos meios de transporte …), gás causador do efeito de estufa. O dióxido de carbono é  então transformado em matéria orgânica. 

Na Águas do Algarve, trabalhamos afincadamente, 24 horas por dia, nos sistemas de saneamento que são monitorizados nas suas diversas vertentes, desde a qualidade das águas residuais afluentes ao Sistema Multimunicipal de Saneamento do Algarve, passando pela monitorização das condições de funcionamento dos equipamentos, até ao controlo processual nas ETAR, onde se inclui a monitorização e o controlo de qualidade nas diversas etapas de tratamento até à descarga final e respetivo meio recetor. O Sistema de Saneamento de Aguas Residuais permite assim, recolher, tratar e devolver ao meio ambiente, assegurando elevados níveis de qualidade das águas rejeitadas através do recurso a tecnologias avançadas de tratamento e um exigente controlo e monitorização dos processos. A eficiência deste sistema é determinante para o Algarve. Contribui para as exigências ambientais e de tratamento das aguas residuais, para a qualidade dos meios recetores, nomeadamente as zonas sensíveis e a agua balnear, que se constitui numa realidade crescente para a atribuição de “bandeira azul” e “Qualidade de Ouro” das nossas praias. Galardão essencial para a principal atividade económica da regiao, que é turismo, e decisivo para a proteção do nosso Mar.

Alguns números do sistema:

  • 76 Estações de Tratamento de águas residuais
  • 192 Estações Elevatórias
  • 268 km de Coletores gravíticos
  • 212 km Condutas Elevatórias

 

 

 

 

 

Está nas nossas mãos cuidar dos Oceanos

Os Oceanos estão a ser fortemente ameaçados pela poluição.

A vida marinha começa a morrer, o ecossistema dos oceanos está ameaçado por diversas fontes de poluição, algumas por causa humana, e outras por causas naturais. Derrames de petróleo, resíduos tóxicos, plástico, e vários outros fatores têm contribuído para a poluição dos oceanos.

 

Um autêntico mundo de mistério, magia e pura beleza

Não é à toa que sabemos tão pouco sobre eles! Existe um infindável conjunto de factos, mergulhados de verdadeiro fascínio que nos cativam e levam a caminhos de investigação e descobertas. A sua vastidão e diversidade de mares, colocam diariamente à prova a nossa capacidade de imaginação, conhecimento e habilidade. 

 

Os oceanos e mares representam 97% de toda a água existente no planeta Terra

Isto significa que os oceanos são de suma importância quando se trata da nossa sobrevivência!

Mas, os oceanos não são apenas importantes para nossa sobrevivência. Através da interação com a atmosfera, litosfera e biosfera, têm um papel fundamental na regulação do clima do nosso planeta. Por outro lado, os oceanos não são apenas o habitat de um vasto número de plantas e animais, mas também fornecem comida, energia, oxigénio e múltiplos recursos aos seres humanos. Os oceanos são ainda o principal regulador térmico do planeta, absorvendo mais de um quarto do dióxido de carbono libertado pelas atividades humanas.

 

Portugal e os Oceanos

Portugal tem uma faixa costeira de 1.187 km e a terceira maior Zona Económica Exclusiva da Europa, 18 vezes superior ao território continental do país. O Oceano é uma componente decisiva da História, Geografia e Política do País, tendo-lhe conferido desde sempre uma posição geo-estratégica relevante nas relações com a Europa, a Améria e África. 

A vocação marítima de Portugal cria oportunidades para o reforço de uma identidade no quadro europeu e internacional, enquanto uma “nação oceânica”. Este posicionamento tem impactos diretos em áreas como a Defesa, a Economia, as Relações Internacionais e a Cooperação.

 

De acordo com a Organização Hidrográfica Internacional, existem mais de 100 mares no mundo.

Todos eles têm a sua própria história. A água dos oceanos e dos mares é muito muito salina. São imensos, continentais e sem horizontes.

Cerca de 71 % da terra é composto por água em estado liquido. Os oceanos e mares formam uma das maiores porções da superfície do planeta. E são parte muito importante do mundo, principalmente para os animais que vivem nestes. Nesta seleção estão em destaque os 10 maiores oceanos e mares do mundo.

No mundo existem diversos mares. Alguns, pela sua dimensão estão presentes em territórios de vários países. Estes mares são importantes, pois possibilitam o transporte de pessoas e mercadorias entre regiões e geram riquezas (pesca, extração mineral, turismo e etc.).

 

Lista dos dez maiores mares do mundo, localização e seus tamanhos (extensões)

  1. Mar de Coral - 4.183.510 km² (localizado na Oceânia, águas do Oceano Pacífico).
  2. Mar do Sul da China  - 3.596.390 km² (localizado no sudeste asiático, águas do Oceano Pacífico).
  3. Mar do Caribe - 2.834.290 km² (localizado na América Central, águas do Oceano Atlântico).
  4. Mar de Bering - 2.519.580 km² (localizado entre o Alasca e a Sibéria, águas do Oceano Pacífico).
  5. Mar Mediterrâneo - 2.469.100 km² (localizado entre a Europa meridional, Ásia ocidental e África setentrional, águas do Oceano Atlântico).
  6. Mar de Okhotsk - 1.625.190 km² (localizado no nordeste da Ásia, nas águas do Oceano Pacífico).
  7. Golfo do México - 1.531.810 km² (localizado na América Central e América do Norte, águas do Oceano Atlântico).
  8. Mar da Noruega - 1.425.280 km² (localizado a noroeste da Noruega entre o Mar do Norte e o Mar da Groelândia, nas águas do Oceano Atlântico).
  9. Mar da Groelândia - 1.157.850 km² (localizado entre a Groelândia e Islândia, águas do Oceano Ártico).
  10. Mar do Japão - 1.008.260 km² (localizado entre o Japão, oeste da Península Coreana e o norte da Rússia, águas do Oceano Pacífico).

 

Na nossa página web em https://www.aguasdoalgarve.pt/content/oceanos há um conjunto vastíssimo de informação sobre este tema, que não queremos deixar de partilhar e dar a conhecer.