Promovemos a universalidade, a continuidade e a qualidade dos serviços de águas, contribuindo para a sustentabilidade do setor e para a proteção dos valores ambientais

Empreendimento Hidráulico de Odelouca

A albufeira da Barragem de Odelouca tem como objetivo o fornecimento de água para abastecimento público à Região do Algarve, com elevados padrões de qualidade e garantia. É a principal origem de água do Algarve, em articulação com um conjunto de outras origens de água superficiais e subterrâneas, permitindo à Águas do Algarve efetuar uma gestão integrada dos recursos hídricos.

O Empreendimento Hidráulico de Odelouca é composto por um conjunto de infraestruturas, órgãos e equipamentos que garantem o seu propósito com a máxima segurança operacional e estrutural. Além do corpo da barragem propriamente dito, o empreendimento inclui também o túnel Odelouca-Funcho e uma estrutura de regulação de caudais, assim como um conjunto de órgãos de segurança e de exploração, dos quais se destacam o descarregador de superfície, as descargas de fundo e de caudal ecológico e as duas estruturas de tomada de água. 

A água armazenada na albufeira é encaminhada pelos 8 quilómetros do Túnel Odelouca-Funcho, até ao adutor Funcho – Alcantarilha, 200 metros a jusante da Barragem do Funcho, seguindo neste adutor por mais 12 quilómetros, até à Estação de Tratamento de Água de Alcantarilha, onde é submetida a um processo de tratamento adequado, para que possa depois ser distribuída, em alta, aos municípios do Algarve. 

O investimento da Águas do Algarve no Empreendimento Hidráulico de Odelouca foi da ordem dos 80 milhões de euros, dos quais 15% foram dedicados à componente ambiental e de valorização do património. 

 

A albufeira

Destinada ao abastecimento público, a albufeira da Barragem de Odelouca ocupa uma área de 7,8 km2.  A sua capacidade útil de armazenamento é de 128 hm3 de água, quando no nível máximo de armazenamento (102).
Tendo em consideração a necessidade de garantia da qualidade de água para o abastecimento público, foram identificadas as fontes de poluição da bacia hidrográfica e definido o perímetro de protecção da captação superfícial.

 

 

A barragem

A Barragem de Odelouca é a segunda maior barragem de aterro de Portugal. É uma barragem de aterro zonado com núcleo argiloso, com 76 metros de altura máxima acima da fundação e 418 metros de desenvolvimento do coroamento.

A barragem foi construida maioritariamente com materiais do local, principalmente, xistos, grauvaques e argilas. Foram necessários cerca de 2 milhões de metros cúbicos de terras selecionadas para a construção do “corpo” da barragem.

O empreendimento compreende não só o “corpo” da barragem propriamente dito, mas também um conjunto de órgãos de segurança e exploração, como a galeria de drenagem, o descarregador de cheias, a descarga de fundo, a descarga de caudal ecológico, duas estruturas de tomada de água, o túnel Odelouca - Funcho, o sistema de alerta e aviso, os equipamentos de avaliação de comportamento estrutural, bem como um conjunto de vias de acesso.

 

Altura 76 m
Coroamento (comprimento) 418 m
Cota do coroamento 106
Nível de máxima cheia (NMC) 102,35
Nível de pleno armazenamento (NPA) 102
Nível mínimo de exploração (NME) 72
Cota da fundação 30
Volume de terras 2 000 000 m3
Início do enchimento Dezembro de 2009
Início da captação de água Maio de 2012

 


>> Aceda aqui ao Resumo do Projecto de Odelouca <<